Vale a pena investir em suplemento intra-treino?

Com o aumento da preocupação com o estado geral da saúde e, principalmente, a perda de gordura localizada e a definição muscular, cada vez mais as pessoas estão compreendendo a importância da suplementação correta antes, durante e depois de seus treinos.

Antigamente, adotava-se a medida de não ingerir quaisquer alimentos no pós-treino. Porém hoje, com tantos estudos e pesquisas na área disponíveis e acessíveis ao público em geral, entende-se a importância de alimentar-se de 3 em 3 horas, além de adotar uma suplementação específica para potencializar os treinos e atingir objetivos duradouros de maneira mais rápida. E para te falar mais sobre isso, o post de hoje traz alguns pontos importantes sobre a os suplementos intra-treino. Acompanhe a seguir!

A importância dos suplementos intra-treino

Muito se fala sobre a suplementação pré e pós-treino. Mas a suplementação intra-treino é tão importante na prevenção do catabolismo muscular quanto as outras duas.

Os suplementos intra-treino podem ser categorizados como alimentos ergogênicos, ou seja, alimentos que têm a função de aumentar e melhorar o desempenho nas práticas de atividades físicas e na recuperação do organismo após o treino, retardando a sensação de fadiga muscular.

Esses alimentos são especialmente indicados nas práticas esportivas intensas e de longa duração, daquelas que provocam suor excessivo e um alto desgaste físico: o indivíduo faz a suplementação pré-treino, inicia o treino (aeróbio ou de musculação) intenso, faz uso da suplementação intra-treino de 40 minutos a 1 hora após o início do treino, e continua com as atividades por mais 1 hora. Ao final, faz a suplementação pós-treino.

O uso do suplemento intra-treino pelos atletas cujos treinos intensos demandam grande energia e vitalidade, tem se mostrado muito eficaz na nutrição específica que seus organismos necessitam.

Quais são os suplementos intra-treino?

São suplementos comercializados em embalagens práticas justamente porque são usados durante o treino, situação em que o atleta não pode parar e preparar algo que leve tempo.

O suplemento intra-treino pode ser encontrado na forma de bebidas isotônicas ou géis ricos em carboidratos, proteínas e eletrólitos. Esses suplementos também são enriquecidos com aminoácidos essenciais da cadeia ramificada — leucina, valina e isoleucina, também conhecidos como BCAAs, que são metabolizados diretamente nos músculos, diferentemente dos outros suplementos que são metabolizados no fígado.

A glutamina, alimento principal utilizado como fonte de energia pelas células do sistema imunológico, também compõe os intra-treinos, além de aumentar as defesas naturais do organismo humano, participando diretamente no processo de ganho de massa muscular.

A citrulina também é comumente encontrada na composição do suplemento intra-treino. A substância facilita a síntese de ATP, aumentando o nível energético celular por meio da redução dos níveis de ácido lático, responsável por promover a fadiga muscular.

A combinação dessas substâncias proporcionam a melhor recuperação e regeneração das fibras musculares e do organismo como um todo, capacitando o atleta a prosseguir com a rotina de treinos intensos.

Quem pode utilizar o suplemento intra-treino?

O suplemento intra-treino deve ser usado somente por atletas que têm uma rotina de treinos pesados, intensos e de duração maior que 2 horas. Seus organismos precisam de nutrição específica, e por isso precisam desse suplemento.

Como é a sua rotina de treinos? Você usa suplemento intra-treino ou pensa em usar? Conte para a gente nos comentários seus propósitos e como ele poderá te ajudar. Participe da conversa!