4 erros comuns na alimentação pós-treino que você deve evitar!

Atingir bons resultados é o desejo de toda pessoa que pratica treinamentos físicos. Porém, muitos praticam de forma rigorosa e, ainda assim, não conseguem chegar aos efeitos desejados. Sabe por quê? Porque negligenciam a alimentação pós-treino.

O que comemos após a prática dos exercícios físicos influencia de forma direta os nossos resultados. Quer saber mais? Então veja os erros mais comuns na alimentação pós-treino e aprenda como evitá-los!

1. Deixar de comer após o treino

Esse é um dos principais erros que as pessoas cometem após atividades físicas. Esse hábito acaba dificultando que se atinjam bons resultados.

Ficar muito tempo sem se alimentar depois do treino leva o corpo a sentir fome e para suprir a necessidade de obtenção de energia, ele passa a recorrer à proteína muscular, gerando a ocorrência de catabolismo, ou seja, degradação muscular. 

O ideal é que o atleta ou praticante de atividade física coma no período de 30 a 60 minutos após o exercício, sendo esse o melhor momento para repor a energia gasta.

2. Comer além do necessário

Outro grande problema é a ingestão excessiva de alimentos após o treinamento. Muita gente pensa que, por ter perdido muitas calorias durante a atividade, deve comer de tudo e em grande quantidade. No entanto, com essa prática o corpo acaba estocando gorduras.

Por isso, o recomendado é que após a prática física tenhamos uma alimentação equilibrada, sem exageros. E se aparecer aquela vontade de exagerar um pouquinho, devemos deixar para uma vez ou outra e não tornar isso um hábito.

3. Utilizar o whey protein de forma errada

Esse pode ser um grande aliado de sua saúde e treino, mas ingeri-lo de forma errada pode levar seus resultados por água abaixo. 

Há quem o misture com frutas, por exemplo, porém isso pode aumentar o índice glicêmico, pois algumas frutas são riquíssimas em carboidratos, além de prejudicar a digestão do whey, atrapalhando a absorção de sua proteína.

Outro ponto a ser levado em consideração é que esse alimento deve ser consumido logo após o treino, e não em qualquer momento do dia. 

4. Ter uma alimentação inadequada

Comer proteína demais também pode trazer prejuízos, todos os grupos alimentares são importantes para nosso corpo. Dessa forma, além das proteínas, consuma fontes de carboidratos e lipídios também. 

A quantidade vai depender do seu treino, do tipo físico, do metabolismo e também dos resultados que quer atingir. Com a ajuda de um nutricionista, você poderá montar uma dieta apropriada.

O corpo também necessita de gorduras, mas as boas. Para isso, utilize opções mais saudáveis, como óleo de coco e azeite de oliva. Além disso, evite frituras e alimentos muito gordurosos.

O açúcar é outro vilão dos bons resultados, devendo ser consumido sem exageros após o treino e no dia a dia, optando pelas opções mais naturais.

Nossas dicas foram úteis? Uma alimentação pós-treino adequada vai proporcionar ótimos resultados em seu treino e boa melhora para a sua saúde. Que tal aproveitar agora e compartilhar estas dicas em suas redes sociais?